Primeira experiência trabalhos.

Olá pessoal! Primeiro de tudo quero pedir desculpas por que não tenho postado nada nesses últimos tempos, vou tentar resumir o que aconteceu nesses meses, primeiro falarei finalmente da minha primeira experiência com trabalho que foi bem difícil .

O ponto principal nesses meses é sobre a busca de um trabalho (eu continuo em busca) para homens está muito complicado de achar algo, converso com algumas pessoas e todos falam a mesma coisa sobre essa dificuldade de arranjar um trabalho.

Minha primeira experiência foi com trabalhos eventuais, comecei uma maratona de dois trabalhos durante três dias, um de cleaner num evento chamado Electric Picnic, (durante um intercâmbio começamos a fazer coisas que no Brasil nem passava em nossas cabeças e este trabalho foi um dele) eu e mais pessoas fomos selecionados para trabalhar durante três dias limpando o parque de eventos, que era gigante. Tínhamos que nos encontrar as 9 horas da noite  num local aqui em Dublin para pegar um ônibus que nos levou para outra cidade, chegando no local tínhamos que esperar até a meia noite para começar a trabalhar, mas antes tínhamos que colocar nossa farda rsrsrsrs: um colete azul, luvas de borracha, um saco para colocar o lixo ( isso mesmo LIXO) nunca achei que faria isso mas num intercâmbio você muda muito sua maneira de pensar e agir. Tive que comprar o meu equipamento antes, tipo: galocha, calça de moletom e capa de chuva. Depois de todos terem colocado seus equipamentos o pessoal que ficava nos comandando nos levaram para dentro do parque, no primeiro dia quando avistei aquele parque por dentro e olhei para o chão pensei “Fudeu” pois tinha tudo o que você imagina de sujeiras de um final de um grande evento, A cada tenda que entravamos os coordenadores mandavam nós ficarmos em “LINE” uma das palavras que não esquecerei entre outras que íamos escutando muitas vezes, depois que ficamos em linha eles mandavam nos seguir em frente e ir pegando tudo que tinha pelo caminho, tipo: garrafas de bebidas, copos plásticos, e os piores e inacreditáveis canudos, pedaços de limoes, bagana de cigarros e se você passasse por um e não pegasse lá vinha um deles te xingando e falando para voltar e pegar o que ficou para trás. Uma das piores partes também era quando chegamos na praça de alimentação, nojento tínhamos que pegar todos os restos de comidas, potes com comida entre outras coisas, e a pior das piores partes era que alguns eram chamados na hora para limparem os banheiros ai nem preciso falar a nojeira que foi né, neste caso tive um pouco de sorte pois não fui em nenhum dos dias rsrsrsrs. No primeiro dia contando da hora que fomos para o parque e voltamos para Dublim ficamos da meia noite até as 6 horas da manhã limpando o parque.

Bem voltando para Dublin fui direito para casa pois já eram umas 7 horas da manhã, tomei um banho e já me arrumei pois tinha que estar no Stadium Aviva para trabalhar como “hawker” vendedor ambulante rsrsrsrs outra coisa que jamais pensei em fazer, pois sou introvertido, (aliás era) ainda mais tendo que falar inglês, neste dia eu tive que vender cachorros quente e refrigerantes, me lembro como se fosse ontem que meus primeiros gritos para chamar a atenção das pessoas que eu estava vendendo algo, mau eu mesmo conseguia escutar rsrsrsrsrs. Mas no final das contas deu tudo certo, depois desse trabalho tive que voltar correndo para a casa pois as 9 horas da noite eu teria que voltar para o segundo dia no “Eletric Piquinic“.

Cheguei em casa tomei um banho e fui para o trabalho de “cleaner” foi a mesma coisa do primeiro dia, mas eu estava muito cansado e com os pés doendo pois não tinha dormido nada no dia anterir, terminamos o trabalho no mesmo horário e voltamos para Dublin mais uma vez eu tinha que correr para casa pois teria que estar no “Croke Park Stadium“.

Lá mais uma vez tive que sair vendendo bebida, dessa vez cerveja, mais uma vez tive que me superar para sair vendendo, mesmo sabendo que a cerveja se vende por si só você tem que ficar gritando beer e caminhando bastante para que possam avistar você. Terminando o segundo dia de trabalho sai correndo para chegar em casa tomar um banho e consegui tirar um cochilo de duas horinhas por ai, me acordei apavorado pois teria que ir pro último dia do trabalho de cleaner.

Bem no ultimo dia do “Eletric Piquinic” foi o pior de todos pelo fato de eu não ter descansado durante dois dias, minhas pernas, pés e costas estarem doendo muito era o dia de peneirar geral no local, então andamos muito mais e limpamos muito mais, tinha uma hora que eu não aguentava mais e teve um momento que fui sorteado não nessas palavras mas uma mulher que ficava no comando lá pegou eu e mais outro cara para ficar paleteando sacos e sacos de lixos para o caminhão de lixo, mais uma coisa que jamais pensei em fazer. Bem terminando o último dia eu já detonado, lembro que cheguei em casa tomei banho o dormi muito rsrsrsrsrs.

E ai você pensa deve ter um lado bom nessa experiência, e eu responderia: tem sim, conheci muitas pessoas bacanas e batalhadoras, histórias diferentes, tipo de pessoas que tem faculdade e estudo, estavam na mesma situação que a minha, que eu tive que me superar a cada dificuldade. E o principal é que quando eu voltava pra casa cansado a cada dia minha namorada também estava se superando para fazer as coisas de casa para mim tipo almoço, compras de casa, ela cuidou muito bem de mim rsrsrsrsrs.

Então quando as pessoas falarem para você que estão indo para um intercâmbio não vai achando que essa pessoa esta muito bem de dinheiro e que vai só gastar por aqui, pois você não sabe o que realmente se passa por aqui, temos que se superar a cada dia.

Este slideshow necessita de JavaScript.

2 pensamentos sobre “Primeira experiência trabalhos.

  1. Emocionante essa narrativa, pois deixa bem claro que vcs estavam perfeitamente cientes de que um intercâmbio não é uma viagem turística, pra gastar e curtir a vida.É a experiência de viver uma nova realidade, dura e encantadora, que só trará para vocês a realização e o sentimento de plenitude de ter “metido a cara no mundo” e ter visto que viver é bem mais que aguentar uma vida.

    • Olá Aline, é eu realmente estava me preparando para para uma vida complicada por aqui, mas não achei que seria tanto, espero que as coisas estejam melhorando

Deixe uma resposta para Aline de Moura Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s